A Empresa

A Camisa Listrada acaba de completar 21 anos e é uma das produtoras de maior sucesso no mercado audiovisual brasileiro, tendo produzido com players como Netflix, Fox, Paramount, Telecine e TV Globo.

Em 2020, lançou seu primeiro filme original Netflix, “Tudo Bem no Natal Que Vem”, que foi assistido por 26 milhões de lares em diversos países, como EUA, Alemanha, Espanha, Itália, França, além, claro, do Brasil. O filme também está na lista de TOP 3 títulos mais assistidos pelos assinantes brasileiros nos últimos 10 anos. Na mesma plataforma, o filme “Carnaval” foi lançado mundialmente em 2021.

Nos cinemas, a Camisa Listrada acumulou quase 10 milhões de ingressos no Brasil com os sucessos “Fala Sério, Mãe!”, “Os Farofeiros”, “Um Suburbano Sortudo” e a franquia “O Candidato Honesto”, que teve os direitos de remake negociados para diversos países. A versão sul-coreana, lançada em 2020, dominou as bilheterias em seu final de semana de estreia.

Atualmente a produtora se prepara para novos desafios, com diversos projetos em fase de desenvolvimento e produção com os principais players mundiais do mercado audiovisual.

ANDRÉ CARREIRA

André Carreira começou a atuar no mercado audiovisual em 1997, tendo integrado a equipe de dezenas de produções audiovisuais. Desde 2001, é sócio da produtora Camisa Listrada, onde produziu grandes sucessos do cinema brasileiro como “Fala Sério, Mãe!”, de Pedro Vasconcelos, “Os Farofeiros”, “O Candidato Honesto” e “Um Suburbano Sortudo”, de Roberto Santucci. Em 2018, somou quase 6 milhões de espectadores nos cinemas, com suas produções. Em 2019, venceu o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro na categoria “Melhor Série Documental”, com a produção “Inhotim – Arte Presente”, dirigida por Pedro Urano.

Como sócio da produtora Camisa Listrada, também produziu premiados longas como “Descaminhos” e “5 Frações de Uma  Quase História”, ambos com direção coletiva, “Fronteira”, de Rafael Conde, “Sumidouro”, de Cris Azzi, “Mão na Luva”, de José Joffily e Roberto Bomtempo, e “O Menino no Espelho”, de Guilherme Fiúza Zenha, no qual também é corroteirista, além de curtas, documentários e séries para TV. Também dirigiu os curtas “Oxicianureto de Mercúrio” e “Contrato com a Sorte”.

Em 2020, lançou a primeira produção original Netflix, o longa de comédia “Tudo Bem No Natal Que Vem”, que alcançou o Top 3 de filmes mais vistos pelo público brasileiro na plataforma nos últimos dez anos.