A Empresa

A Camisa Listrada iniciou as suas atividades em Belo Horizonte, Minas Gerais, e atualmente tem sede na cidade do Rio de Janeiro. Fundada em 2000, produz programas de televisão, documentários, filmes de curta e longa-metragem. A empresa é dirigida pelo produtor André Carreira, profissional com larga experiência no mercado audiovisual brasileiro.

 

Entre as suas primeiras realizações destacam-se os longas “Descaminhos” e “5 Frações de Uma Quase História”, ambos com direção coletiva, “Fronteira”, de Rafael Conde, e “Sumidouro”, de Cris Azzi. Esses filmes percorreram festivais nacionais e internacionais, recebendo prêmios e o reconhecimento de crítica e público.

 

Nos últimos anos intensificou a sua produção, tendo lançado a série para TV “Expedições Burle Marx”, com direção de João Vargas, e os longas “Mão na Luva”, de José Joffily e Roberto Bomtempo, “O Menino no Espelho”, de Guilherme Fiúza Zenha, comercializado para mais de 15 países, “O Candidato Honesto”, de Roberto Santucci, comédia que atingiu 2,3 milhões de espectadores – a maior bilheteria entre os filmes brasileiros lançados em 2014 -, e “Um Suburbano Sortudo”, protagonizado por Rodrigo Sant’anna e que ultrapassou 1 milhão de espectadores nos cinemas.

 

Atualmente, está em pós-produção dos longas “Burle Marx, Jardins e Paisagens”, de João Vargas, com previsão de estreia nos cinemas em 2016. Entre os novos projetos destacam-se a série para TV “Inhotim, o Valor das Coisas”, de Pedro Urano, a comédia adolescente “Ela é o Cara!”, de Leandro Neri, e “Mussum, O Filmis”, a aguardada cinebiografia de um dos maiores comediantes brasileiros.

ANDRÉ CARREIRA

Começou a atuar no mercado audiovisual em 1997, integrando a equipe técnica de diversas produções cinematográficas, entre elas “A Partilha”, de Daniel Filho, e “Lavoura Arcaica”, de Luiz Fernando Carvalho. Em 2001, tornou-se sócio da produtora mineira Camisa Listrada, onde produziu longas como “Descaminhos” e “5 Frações de Uma Quase História”, ambos com direção coletiva, “Fronteira”, de Rafael Conde, e “Sumidouro”, de Cris Azzi. Também dirigiu os curtas “Oxicianureto de Mercúrio” e “Contrato com a Sorte”. 

 

Em 2013, já atuando no Rio de Janeiro, coproduziu a série “Acerto de Contas”, dirigida por José Joffily e exibida no canal Multishow, e produziu os longas “Mão na Luva”, de José Joffily e Roberto Bomtempo, “O Candidato Honesto” e  “Um Suburbano Sortudo”, ambos de Roberto Santucci, e “O Menino no Espelho”, de Guilherme Fiúza Zenha, do qual é também corroteirista.